quinta-feira, 11 de abril de 2013

San Francisco - dia 2, a missão!

Acordo vejo tudo um breu e penso, posso dormir mais, tá cedo ainda. Que nada! Já eram 6h23min, hora de tomar banho, ligar pra mammys, comer e cair na estrada. Acho que não foi nesta ordem, mas tudo bem.

Americano é um povo que come muito bem no café-da-manhã. Kkkkkk. O café estava incluído na diária, tinha um cartão que me dava direito a uma fruta, um bagel ou dois waffles e bebida à vontade.

Show! Banana, café, e bagel - uma rosquinha tamanho grande.

Legal, não tenho guia, sou péssima com roteiros, o que vou fazer então? Tirar a foto da Golden Gate direito :D

Desci pelo mesmo caminho do dia anterior, tirei as fotos e segui adiante. Destino? Píer 39!

Fiz uma parada para fotografar os cables car, o bondinhos são fofos! Uma pena que o de Sant Teresa não foi tão bem cuidado assim! :(

Lembrei que poderia comprar o city pass, e assim obter a programação do dia.

Esperei uns quinze minutos, e peguei o bonde rumo a Powell-Mason.

A viagem em si é simples, mas é uma maneira de conhecer a cidade e principalmente a Lombard Street, com suas ladeiras. Sério, não rola de andar a pé naquela rua!

Desci na ultima parada do bonde, Mason Street. Segui pela Market até o Ferry Bulding, precisava ir lá para descobrir como chegar até LA.

A Market como o próprio nome diz, é uma rua para compras, com suas lojas de grifes famosas (e caras). Continuei andando feliz e com frio - nunca gostei tanto de sol. Kkkkkk

Chegando a Ferry Building, fui conhecer o mercado, afinal, no sábado tinha assistido chefe vs city e eles estiveram lá provando queijo (eu passo!) e azeite.

O mercado é bonito, todo organizado, vi a lojinhas dos queijos e passei direto. Hahahahah. Voltei e fui para o outro lado, e vi a loja dos azeites.

Provei dois: blog Orange e Lemon. O segundo é muito gostoso. Comprarei na volta.

Saindo do prédio, vi a cabine da Amtrak, e fui até lá pra saber do horário do trem. Sim, trem! Não vou dirigir sei lá quantas horas sozinha. Fica pra próxima.

Passagem comprada, era só descobrir como ir do albergue até lá de modo que eu pegue o busão pra Oakland às 07h45min. Vejo isso à noite.

Ferry building fica no píer 1, e minha missão era ir para o 39. Rá, vou andar pra caramba!

Uma conferida básica no mapa pra saber o quanto ia sofrer, digo, andar. Issoooo, consegui um mapa da Bay Area for free.

Que bom que eles nao sabem contar. Em geral são numerados com números impares e nao seguem uma ordem precisa, depois do 11 vem o 13-15 e assim vai. Fiquei até mais tranqüila.

Durante o caminho vi a Coit Tower, e decidi que iria lá depois de conhecer o píer.

Continuei andando e finalmente cheguei no píer, foi aí que lembrei que o city pass dava direito ao Bay cruise. Se tenho direito (e está pago, pq nao aproveitar).

Perguntei onde trocar o voucher e fui até o guichê. Tudo bem até então, e ainda tinha uma hora e meia para almoçar. Voltei para o pier 39 e fui caçar um lugar pra comer.

Pense comigo, você esta em uma área litorânea, onde a especialidade são frutos do mar. O que você escolheria para comer? Peixe, claro! Já tive uma boa experiência com frutos do mar.

Fui até o hook & cook (primeiro andar do píer) e adivinhem o que tinha para o rango, Fish and Chips! Haahuahuahauahua.

Comida britânica em plena Califórnia, mas era isso mesmo que ia comer. E putz, tava bom demais.

Tirar o cheirinho do peixe das mãos e encarar a fila, no sol durante meia hora. Os braços estão bronzeados. Kkkk

Hora de partir!!!

O barco saiu em direção a Golden Gate, passando por Fishermans Wharf, Ghirardelli, Fort Mason e pela marina.

Passamos por debaixo da ponte e voltamos em direção a The Rock.

O barco circulou Alcatraz explicando a arquitetura da ilha e seus famosos criminoso. Ta bom, né? Não vou pagar pra visitar uma prisão. Fala sério!

De volta ao píer, decidi pegar o busão do city tour. Com várias opções, é claro que a Rafaela tinha de escolher a que nao atravessa a ponte.

Tranquilo, dei um giro pela cidade e decidi descer em Washington Square, pois ficava mais perto da Coit Tower.

Parada pra foto da igreja de São Pedro e São Paulo, e vamos subir, mas por aonde?

Decidi ir pela Lombard, pagando minha língua, oh ruazinha inclinada.

Sobe, sobe, sobe, escada, mais escada, um lance mais e enfim o estacionamento com sua bela vista.

Pra quem nao estiver afim de gastar, pode ficar por ali mesmo, ou pagar os sete dólares e subir na torre, que para minha feliciade, a escada estava fechada e só tinha o elevador. Fiquei tão triste. Kkkkk

Okay, a torre em si nao tem nada demais, além do seu formato ser uma mangueira dos bombeiros, dentro nao tem absolutamente nada! Subir nela é apenas para apreciar a bacia de são francisco.

Hora de descer. Perae, andar tudo aquilo? Mas nao mesmo. Eram cinco da tarde e estava morta de cansada, com fome e ainda tinha que andar. Fiquei e esperei o bus.

O 39 faz Fishermans Wharf x Coit Tower, pra quem quiser ir sem se cansar. Custa dois dólares a passagem ou é gratuito par quem tem o city pass - meu caso.

Desci feliz, rumo a descolar a janta e ir dormir, mas antes tinha uma missão: comprar um cupcake pro meu niver.

Fui então para a Ghirardelli, onde desta vez parei com calma para comprar chocolate e provar o sorvete mais famoso do mundo (como eles dizem).

Ao entrar na loja, você é recebido como uma amostra. A loja tem chocolate em barras, bolinhas, caixas, bombons e por ai vai. Não são baratos, mas pegue o Bay area guide gratuitamente perto do cable car e disfrute de 10% de desconto na loja ou $1 de desconto em qualquer sorvete.

Comprei um vanilla in a sugar scoone (casquinha de baunilha). O sorvete é bem gostoso, mas nao comprem essa casquinha, ela nao tem nada de açúcar, era levemente salgada; horrível, nem comi.

A bola de sorvete vem na casquinha, e esta vem apoiada em uma travessa. Sim, o raio do sorvete vem deitado em uma tigela. Hein!?!?!

Voltei pro albergue e fui arrumar minha mala, afinal teria que sair cedo.

Trip Advisor

  1. Fortaleza, Brazil