sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Dias 4 e 5 - Aeroporto, Aeroporto e mais Aeroporto

Preguiça de escrever a derrota.... mais vamos lá!!

Antes mesmo de começar, quero demasiadamente, agradecer ao Erick, sem a ajuda dele não teria sido possível voltar rápido e com pouco estresse.

Seguimos para o guichê da Lan, já de início fomos barradas por não ter feito o check-in. O indivíduo apontou para os Totens, onde eu deveria realizar o bendito check-in. Fui até lá e nada, não conseguia achar meu voo. A menina da Lan chegou, viu a mensagem da tela e me mandou de volta, falando que eu deveria pedir para ir aos guichês 57 e 58.

Voltei lá, e falei com o carinha, que queria saber qual era meu voo, a única coisa que tinha era o bilhete enviado ao meu email. E foi olhando o email que me deu conta do tamanho do erro que havia cometido: o voo era às 8h15, com previsão de chegada ao Rio às 14h50. Porque raios eu cismei que o maldito voo era às 14h40?????????

Okay!! Não se desespere!!
Isso vale pra qualquer um, mas estamos falando da minha pessoa... Enrolei o cara e fomos para a fila dos guichês.

Nesse momento, fiz a primeira ligação para a Tam, e a menina do atendimento me informou que haviam duas vagas no voo de 13h15 de domingo, pois o último voo de sábado já tinha partido. Falei que voltava a ligar depois, que primeiro ia tentar ver com a Lan se tinha alguma chance de voltar ainda no sábado.

As duas atendentes levaram meia hora para entender o que tinha dito, isso depois de vasculharem o computador e perceberem que eu havia perdido o voo... lerdas!!!

Uma delas falou que deveria ir ao guichê 84, e lá fomos nós... A fila estava enorme :(

Chegou nossa vez, a criatura ficou lá olhando o computador (acho que estava jogando paciência), depois de algum tempo, nos olhou e falou que não tinha mais vagas. Perguntei se havia vagas para qualquer voo em   São Paulo e ela me disse que para fazer isso eu teria que pagar uma taxa; para tando deveria me dirigir ao balcão da Lan para efeutar a troca. Questionei sobre próximos voos para o Rio e ela disse que qualquer que fosse minha decisão, eu teria de resolver com o pessoal do balcão.

Super animada (pra bater em alguém), fui até o maldito balcão, onde esperei pacientemente pelo atendimento - mentira, eu já estava num estágio de reclamações, que até o americano atrás de mim entendia que eu tava puta.

Finalmente no guichê, expliquei tooooooooooooooooda a situação novamente - e as pessoas reclamam das atendentes eletrônicas -, por fim a figura falou que não tinha como resolver, porque o bilhete foi comprado com a Tam, logo, eles deveriam efetuar a troca. Lá fomos nós para o balcão da Tam.

Pra minha enorme e infeliz surpresa o balcão da Tam estava fechado, assim como o Gol, mas este pelo menos tinha uma plaquinha com os horários.

Bateu um enoooorme desespero. O que fazer?? Eu errei o horário do voo, não conseguia outro de volta, comecei a chorar e brigar comigo mesma - sou mestre em fazer isso. Minha mãe tentava me tranquilizar, dizendo que íamos conseguir resolver.

Resolvi ligar novamente para o call center da Tam. Desta vez a mocinha que me atendeu falou que haviam duas vagas no voo das 22h15, e aí a ligação caiu. OMFG!!! Definitivamente, não era o meu dia.

Liguei novamente - nem quero ver minha conta de telefone -, expliquei o que desejava para a menina e ela achou o tal voo, que faria uma graaande escala em buenos aires. Falei que queria, não me importava, foi quando ela falou que minha passagem só poderia ser trocada em uma loja. Com as lágrimas rolando, falei que estava no aeroporto e que a loja dali estava fechada. Ela então, questionou se eu não tinha ninguém no Brasil que pudesse ir a qualquer loja para efetuar a troca.

A quem eu poderia recorer??
Liguei para o meu pai, que não viu a ligação e me deixou mais desesperada.

Para quem mais eu poderia ligar?
Pensei na Lili, mas Campo Grande é o fim do mundo - ou bem perto dele -, e não tem lojas de companhias aéreas... Me ocorreu então de mandar mensagem pra Ana e pro Erick, mas relutei, afinal, porque incomodar quem não tem nada com isso?

Não tinha certeza se a Ana morava perto de qualquer loja da Tam, então mandei sms só pro Erick: "Pode me ajudar?" e prontamente ele respondeu que sim.

Resumi parte da situação e depois de trocarmos alguns sms, ele falou que estava indo ao SDU para tentar trocar a passagem.
E o medo dele chegar lá e alguém falar que só o próprio poderia fazer isso?!?!?!

Alguns minutos depois, ele mandou uma mensagem, nada animadora, falando que não tinha vaga na Tam, que era para eu tentar a Gol. Expliquei o balcão da Gol também estava fechado, e só abriria à meia-noite.

Não sei o que houve, ele mandou outro sms dizendo que havia vaga no voo da Tam, mas na classe executiva, ou na segunda-feira; imaginem só, eram por volta de 16h de sábado, não rolava ficar até segunda.

Erick então foi na Gol, e lá encontrou duas vagas para o Rio, no voo das 02h30 de domingo. O que era esperar mais nove horas para quem já estava ali há quatro horas?

Passei o número do meu cartão para que ele pudesse comprar a passagem, mas para agilizar ele comprou no dele.

Ficamos vagando no aeroporto, uma espera que parecia interminável, mas depois de muito, mas muito, muitíssimo tempo depois, conseguimos embarcar, rumo à Porto Alegre, e para minha infelicidade, eu passei mal o voo todo. Tremia da cabeça aos pés, como se estivesse tendo um ataque epilético. Isso durante longas quatro horas, pois só chegamos às 6h30.

Acho que todo o problema era a falta de comida, pois não sei se comentei no post anterior, eu comi um hambúrguer pela manhã (por volta de 7h) e tomei um chocolate lá por volta de onze horas.

Uma vez em POA, fomos comer alguma coisa, mais só quem fez isso foi minha mãe, eu não conseguia ver comida, então tomei só um café.

Resolvemos tentar despachar as bagagens, mesmo que no bilhete só informava que começaria uma hora antes do voo; Ótima ideia, pois a fila estava gigantesca, mas no fim das contas foi tudo rapidinho.

Fome batendo, fomos até o Mc Donalds pra tentar comer algo.
A fome era tão grande que comi um pão na chapa (com manteiga mesmo) e um copão de suco, minha mãe ficou com um pão de queijo e café.

Enrolamos mais um pouco e logo fomos para o embarque, lá ficamos até às 10h55, quando conseguimos finalmente embarcar para o Rio, onde chegamos por volta de 13h20.

Agora é esperar pagar o Erick, o reembolso da Tam, ir para Conservatória dia 21/jan e voltar a trabalhar :(

Obs: faltaram algumas coisas nas postagens anteriores, então, o próximo post irá conter os bastidores. Aguardem!!!

Trip Advisor

  1. Fortaleza, Brazil